Espaço para Amar

porAna Raquel Velosoem Emoções e Relações, Histórias, Poesia Deixe um comentário

 

Os meus pais não me deram irmãs mas felizmente a vida brindou-me com algumas. Ontem falando com uma amiga, minha irmã de coração, apercebi-me mais uma vez dos ciclos da vida e do seu propósito. Às vezes estamos bem, outras vezes nem por isso…

Se a vida fosse sempre plana, sem altos e baixos, não haveria qualquer hipótese de evoluir. No meio das crises encontra-se sempre uma oportunidade para melhorar e crescer como ser humano.

Ontem, enquanto a ouvia, ouvia-me… Compreendi perfeitamente a sua dor… Recordei o que em tempos havia sentido… e aí lembrei-me que num momento de inspiração o havia escrito.

Resolvi publicar esse texto aqui. Por ela, por mim, e por todos os seres humanos que hoje ou outrora se sentiram sem espaço para amar e necessitaram de o criar para si. Com muito amor pelos que já têm o seu espaço e muita compaixão por todos os que ainda o estão a conquistar.

Por nós e para nós aqui fica.

 

Eu não quero um homem vazio para amar

Não quero um homem cheio de espaço na sua vida para preencher comigo

Não quero um homem com uma vida onde eu ‘caiba perfeitamente’

Eu quero amar e não apenas gostar de alguém que (diz que) me ama

Quero um homem com paixões, com vida, opções de escolha e vontade própria

Não quero estar na vida de alguém só porque há espaço

Não quero ‘caber perfeitamente’ – quero que criem espaço para mim!

Para mim AMOR não é adequação mas sim um ato de criação.

 

 

 

Author Image

Ana Raquel Veloso

Licenciada em Ciências da Comunicação, Pratictioner em Programação Neurolinguística e Pós-Graduada em Neuropsicologia Clínica.


Ana Raquel VelosoEspaço para Amar
Author Image

Ana Raquel Veloso

Licenciada em Ciências da Comunicação, Pratictioner em Programação Neurolinguística e Pós-Graduada em Neuropsicologia Clínica.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO