Amar a Mudança

Início  |  Comunicação   |  Amar a Mudança

Amar a Mudança

Tenho vivido tempos de grandes mudanças… Tenho sentido o mundo a evoluir de forma acelerada… Tenho percebido também que há muitos outros a viver e sentir o mesmo…

A mudança normalmente desperta muita resistência nos seres humanos. Somos criaturas de hábitos, tudo na vida nos programa para fazer perdurar e manter as estruturas sobre as quais nos edificamos. Tudo isto faz sentido e, de certa forma, acaba por ser um mecanismo de sobrevivência.

Mas, nos dias de hoje, parece que sentimos o contrário: para sobreviver é imperativo mudar! Tudo parece estar diferente e, por isso mesmo, sentimos que é importante fazer algo para acompanhar este processo.

As mudanças que recentemente implementei na minha vida, fazem-me agora estar mais disponível para outro tipo de conversas. Por coincidência, sincronicidade, ou algo mais, oiço muitas pessoas revelar-me esta necessidade de transformação. Contam-me as suas histórias e quase todos os dias alguém me diz: apresentei a minha carta de demissão, despedi-me agora vou fazer o que gosto, decidi parar para ver o que quero fazer, há muito que não estávamos bem e estava na hora, separei-me, saí de casa, vou viver para outro país…

Todas estas pessoas, sem exceção, estão mais felizes, rejuvenescidas, mais alinhadas e em paz com o seu propósito de vida. Elas, tal como eu, sentem-se mais libertas e mais leves. Não porque deixaram de ter responsabilidades, mas sim porque assumiram a responsabilidade de serem agentes de mudança na sua própria vida. Isto sim dá saúde e muita felicidade.

Hoje escrevo estas palavras de coração cheio, inundada de orgulho por todos aqueles que estão a ser a mudança nas suas próprias vidas.

É necessária coragem para o fazer, assumir medos e enfrentá-los, mas no final o que determina a decisão é simplesmente o Amor. O Amor que sentimos por nós próprios, pela vida que merecemos ter, pelos sonhos que queremos realizar, por tudo aquilo que ainda sabemos que podemos sentir… Esse grande Amor, quando deixa de estar aprisionado pelo medo, é o que nos faz agir.

Claro está que o Universo, a Vida, retribui tudo aquilo que nós lhe damos… E quando damos tanto Amor, acabamos por recebê-lo de muitas outras formas, igualmente intensas e bonitas, que nos acarinham e fazem acreditar que nada mais existe para além disso. E quiçá não exista…

Por me sentir imensamente feliz e profundamente amada, precisei de escrever este texto e partilhar convosco este sentimento que me inunda. Sei, porque sinto, que o Amor quando dividido se multiplica, e este é o propósito de tudo o que faço. Ensinar a Amar pelo exemplo, nada mais… Pois só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos…

A necessidade de mudança sente-se de forma diferente em cada um. A velocidade também é algo muito pessoal. No entanto, nos dias que correm mudar é imperativo. Se nos partilharmos uns com os outros, tenho a certeza de que o processo, para além de se suavizar, será bem mais agradável.

Bem-haja a todos que se partilham comigo e me acompanham nesta jornada.

Anterior

Entrevista Ana Raquel Veloso

SEGUINTE

Um Amor com 30 anos...

ESCRITO POR:

geral@palavrascomsaude.com

Acredito que cada pessoa que aprende a comunicar de forma saudável com ela própria trilha um caminho de autoconhecimento que a conduz à sua melhor versão.