Gratidão

Home  |  Desenvolvimento pessoal   |  Gratidão

Gratidão

 

Hoje é Dia mundial da Gratidão e, neste mesmo dia, as Palavras com Saúde comemoram quatro anos. É pois dia de celebração e balanço em clima de muita Gratidão.

Eu sinto que sou extremamente grata à vida, que manifesto muito a minha gratidão e que a expresso de várias formas. Percebi no entanto há uns dias que, mesmo assim, havia algo que podia fazer melhor…

Talvez por ser muito orientada para a ação, gosto de resultados e de ver coisas a acontecer. Valorizo transformações, mudanças, acontecimentos, episódios… enfim, tudo aquilo que representa combustível para os meus dias. Quando estas situações de melhoria acontecem sinto que o meu propósito de vida se cumpre e sou invadida por uma energia que me orienta de novo para a minha missão: ajudar com as minhas palavras a criar um mundo com mais entendimento.

Mas há dois dias, com o aproximar desta data e a pensar no tema da Gratidão, apercebi-me de que ainda havia em mim algo a trabalhar…

Valorizo esforços, percursos, conquistas sejam elas pequenas ou grandes. Dou muito valor a tudo o que os meus fazem, cada vez que dão um passo e se superam eu sinto-me inundada de orgulho e gratidão.

Eles partilham comigo as suas vidas, as suas vitórias e desalentos, na verdade eles partilham-se comigo e sinto-me tão grata quando o fazem. No entanto, isto ainda me continua a surpreender e é algo que continuo a aprender…

Quando alguém me diz: foi a primeira pessoa em quem pensei…, lembrei-me imediatamente de si… ou a sua voz não me saía da cabeça, confesso que ainda me surpreende. Fico ainda mais surpreendida quando em situações bonitas, e de muita intensidade emocional, as pessoas se lembram de mim: casamentos, partos, luas-de-mel, novos empregos… Fico muito grata mas ainda surpreendida pensando: como é que isto está a acontecer e eles se lembram de mim neste momento?

Mas até aqui eu já tinha percebido e tenho vindo a trabalhar. O que vem agora é que me deixou mais surpreendida…

Como me deito cedo acordo habitualmente com muitas mensagens no telemóvel. E é meu hábito fazer logo uma triagem do que é importante e necessário dar resposta. Eu respondo a todas com a maior atenção. Mas, o que percebi é que a todas aquelas mensagens que “apenas” me trazem palavras de amor, amizade, carinho, mimo, gratidão, talvez não lhes dê a importância que merecem.

O que percebi foi muito revelador: eu ainda tenho dificuldade em receber. Sempre foi muito fácil para mim dar, os outros necessitam e eu estou cá para isso. Dar está na minha natureza, gosto de ajudar a resolver, a ver caminho e apoiar em decisões.

Gosto de me dar ao outro mas é mais estranho quando o outro se dá. Mas, mais ainda quando o outro me dá. Aí percebi que reside algo que necessita de ser trabalhado, principalmente, quando recebo mensagens totalmente focadas em mim, como:

“Gosto tanto de si e merece muito amor”

“Acordei a pensar em si… espero que tenha um dia fantástico”

“Ana Raquel és especial…”

“Bom dia minha Dra. preferida…”

Aqui percebi que não dedico tanta atenção a estas mensagens como às outras em que sou eu a dar. Ao refletir sobre isso percebi que não é apenas uma questão de foco ou prioridades, essa seria a desculpa da minha mente.

O meu corpo é que me dá a resposta: há ainda um desconforto que sinto quando os outros me (se) dão. Quando acabei com a formalidade da consulta, esta situação intensificou-se pois agora não há papeis a desempenhar, quando me encontro com os meus sou apenas mais um ser humano a viver a sua vida, tal como eles. E nestes encontros reconheço a fascinante capacidade de dar que alguns dos meus têm e manifestam.

E com esta minha dificuldade percebi que ao não receber da melhor forma também não valorizo o outro da melhor forma. Isto quer dizer que se não conseguir receber plenamente também não conseguirei valorizar em pleno aquilo que o outro tem para dar e tudo aquilo que ele próprio é.

Decidi hoje partilhar esta minha vulnerabilidade porque gosto de SER aquilo que quero ver no mundo, este é o exemplo que tenho para dar. A melhor forma de resolver alguma questão que se esconde em nós é expondo-a, dando-lhe luz para que a possamos ver iluminada e assim compreender.

E tal como já disse várias vezes, só a nossa versão mais autêntica permite criar verdadeira conexão. Qual o segredo para o conseguir fazer? Sintam-se com autenticidade, conheçam-se em profundidade e partilhem a vossa vulnerabilidade. Só assim poderemos sentir-nos e ESTAR verdadeiramente JUNTOS!

Celebremos este dia Mundial da Gratidão com muitas mensagens bonitas e palavras doces, carregadas de amor e amizade.

Grata a todos que fazem parte da minha vida e que me inundam de AMOR!

[author id=”” class=”” style=””]

[line id=”” class=”” style=””]

PREV

Despida...

WRITTEN BY:

LEAVE A COMMENT