Acabar com a violência…

Início  |  Em Destaque   |  Acabar com a violência…

Acabar com a violência…

A violência é o recurso de quem não tem recursos… A violência surge por falta de competências para lidar com as emoções… A violência torna-se muitas vezes a única forma de atuação para quem se afundou nas emoções que não soube viver nem gerir…

Escrever sobre violência não me é fácil… Não sou a favor de dar palco a assuntos ou pessoas que não são positivos… Não me aprece justo, nem saudável, que ponhamos um foco a iluminar um acontecimento violento ou alguém que cometeu um ato de violência.

No entanto, compreendo que seja necessário pois sentimos vontade de honrar e lembrar as vítimas…

Debati-me com este dilema, sempre com a certeza de que queria escrever sobre este tema… Mas senti que só o poderia fazer se fosse genuína e escrevesse de coração…

Eu acredito num mundo sem violência, onde pessoas emocionalmente sãs possam conviver em entendimento apesar das suas diferenças e respeitando a sua individualidade.

 Acredito que este mundo não é utópico, mas sim algo a ser construído e desenvolvido por todos nós.

Acredito também que não são as instituições que o vão criar, embora possam ajudar. Somos nós, individualmente, através do nosso crescimento pessoal e desenvolvimento de uma consciência social mais elevada, que o conseguiremos criar.

Se ainda não vivemos nesse mundo é porque ainda não o soubemos criar, apenas isso. E se acreditarmos todos, fazendo aquilo que estiver ao nosso alcance, sei que diariamente contribuiremos para que esse mundo se torne uma realidade.

E como é que podemos garantir que nesse mundo não há violência? Não podemos! Mas podemos fazer muitas outras coisas que ajudem a promover um mundo com mais entendimento, harmonia e respeito… Tudo isto contribuirá para um Mundo mais pacífico e com muito pouco espaço para atos de violência.

4 pequenas coisas que todos podemos fazer para ajudar a acabar com a violência e construir um mundo melhor.

1. Aprender a falar sem maledicência, sem críticas, juízos de valor ou palavras negativas. Aquilo que dizemos sobre os outros revela muito sobre nós. Se acabarmos com a maldade nas nossas palavras, poderemos acabar também com os sentimentos menos positivos que carregamos dentro de nós…

2. Ser coerente com a nossa verdade interior. Isto quer dizer que devemos tentar perceber as nossas emoções para que possa haver coerência entre aquilo que dizemos, pensamos e sentimos. O mundo torna-se um lugar bem mais harmonioso se nós próprios não nos andarmos a contradizer a toda a hora, dizendo coisas que na verdade não sentimos…

3. Aceitar e respeitar os outros tal como são. Na verdade, mesmo que não os aceitemos, eles nunca mudarão só para nos agradar ou porque assim queremos. Aceitar os outros tal como são é um ato de inteligência e muita sabedoria, pois estamos a permitir também que eles nos aceitem tal como somos. Nada é mais frustrante (e violento) para um ser humano do que saber que aquilo que é não é suficiente para o outro nem é respeitado.

4. Sermos um exemplo. Nós nunca sabemos quando estamos a influenciar outra pessoa. Principalmente quando se trata de jovens ou crianças, devemos sempre ter em conta que é pelo exemplo que as contagiamos e as ensinamos. A melhor forma de cuidar de uma sociedade é garantir que as nossas crianças não são sujeitas a qualquer tipo de violência. Cuidemos então das nossas palavras e das nossas ações para que possamos ser o melhor exemplo possível.

Tenho a certeza que, se cada um de nós conseguir aplicar e implementar estas quatro sugestões, o mundo se tornará um lugar bem mais agradável e pacífico. Sei que não chegará para acabar com toda a maldade e violência que há no mundo, mas sei também que será o suficiente para começar a criar uns pequenos oásis que a dada altura serão do tamanho de um deserto…

Etiquetas do artigo:
Anterior

Gratidão

SEGUINTE

Uma Nova Realidade

ESCRITO POR:

geral@palavrascomsaude.com

Acredito que cada pessoa que aprende a comunicar de forma saudável com ela própria trilha um caminho de autoconhecimento que a conduz à sua melhor versão.